[Resenha] Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho

AZUL_DA_COR_DO_MAR_1389027781B

Título: Azul da Cor do Mar

Autora: Marina Carvalho

Editora: Novo Conceito

Ano: 2014

Páginas: 334

ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez… A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa… E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.

O que eu achei de Azul da Cor do Mar?

O livro Azul da Cor do Mar conta a história de Rafaela, uma estudante de jornalismo que nutre uma paixão platônica por um garoto que viu uma vez, na praia em Iriri, no Espírito Santo, que tinha olho azul e carregava consigo uma mochila xadrez. Ela não sabe o motivo, mas fica encantada com o garoto na primeira vez que o vê e nunca mais consegue tirá-lo da cabeça. Ao longo de dez anos ela escreve em seu diário várias cartas para esse tal garoto, apesar de nunca mais tê-lo encontrado.

Paralelamente a isto, Rafa se candidata a uma vaga de estágio no jornal Folha de Minas e, quando é chamada para a entrevista, enxerga ali a grande oportunidade de sua carreira. Porém, sua vida pode se tornar um inferno, já que o jornalista encarregado de ser seu mentor, Bernardo Venturini, parece não querer facilitar nem um pouco as coisas para ela. Ele se sente desconfortável e irritado ao lado dela, ainda mais por ser obrigado a carregá-la para todos os lados durante suas horas de estágio.

Rafaela quase se arrepende de ter se candidatado à vaga, mas aos poucos, faz amizade com o pessoal do jornal e arruma um fã, Marcelo, jornalista esportivo – lindo, loiro, olho azul – que faz de tudo para conquistar o coração de Rafaela.

A história de Azul da Cor do Mar é muito bem escrita e cativante. Os diálogos são bastante próximos das nossas falas corriqueiras e o estilo dos personagens nos faz sentir que estamos bem próximos da história, como se fôssemos parte dela.

Entretanto, senti falta de alguns elementos na história, apesar de não poder detalhá-los aqui, sob pena de cometer algum deslize e deixar escapar algum spoiler. Apesar disso, o que posso dizer é que o mistério que se pretende fazer ao longo da trama não é bem um mistério – e creio que quase todo mundo já o decifre nas primeiras páginas – nem a trama paralela do garoto misterioso do começo do livro é bem amarrada ao restante do enredo. Azul da Cor do Mar é uma leitura boa para descansar e distrair, mesmo assim, um livro que dá vontade de ler de uma vez só, em poucas horas, sem grandes pretensões. Eu gostei.

Azul da Cor do Mar foi o livro escolhido para discussão na edição de janeiro do Clube do Livro Ribeirão. O Clube do Livro é um encontro mensal onde falamos sobre livros, autores, adaptações literárias entre outros assuntos. A próxima edição será no dia 28/02. Curta a página do Clube no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades!

Mora em Ribeirão Preto, gosta de ler desde sempre. Apaixonada por café, por um bom vinho e por histórias que aquecem o coração.

One thought on “[Resenha] Azul da Cor do Mar – Marina Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge